sábado, 18 de julho de 2009

As Dez Leis do RPG

.

1) Todo player é burro. Sempre conte com isso. Mesmo que o player seja você.

2) Todo Mestre tem a palavra final. Ele é o chefe. Mesmo que o mestre não seja você.

3) Fichas e livros importados atraem gordura de pizza e refrigerante derramado. Mantenha-os longe um do outro.

4) Todo mestre rouba. Mas fique feliz. Às vezes é para salvar você de alguma idiotice que cometeu.

5) Dados caídos no chão precisam ser rolados, salvo acordo anterior. Não pense que o mestre não viu você relançando um resultado ruim. Mestres sabem tudo. Ele apenas deixou você roubar.

6) Mulheres que jogam RPG sempre tem razão. Elas sempre estão em uma hierarquia inferior apenas dos mestres. Às vezes, nem deles.

7) Se o seu personagem morrer, ele morreu. É só um papel anotado com números e letras. Faça outro e pare de resmungar.

8) Mestres são sádicos. As melhores aventuras são jogadas com mestres sacanas. Mestres bonzinhos não são um desafio de verdade. O mais legal é sobreviver a uma aventura com um assim. Se possível, fazendo coisas inesperadas. Tipo algo que não seja estúpido.

9) Respeite a casa ou espaço onde jogar. Se for uma loja, não grite, se for um shopping, não ocupe mesas sem consumir. Limpar pé de lama na cortina da mãe de quem abriu a casa para jogarem, então, nem pensar.

10) Não seja babaca. Atacar personagens de outros jogadores “em nome do realismo do de sua interpretação” em geral deteriora o bom clima da mesa, e é uma baita desculpa esfarrapada para ser chato. Evite ao máximo esse tipo de baixaria.

11) Mestres sabem tudo. Se um deles disser que precisa de 11 mandamentos, mesmo que o título fale de apenas 10, ele sabe do que está falando. Deixa o cara mestrar. Vide mandamento 2.

Um comentário:

  1. Huhauhauaua
    Gostei do 6° mandamento rssss
    Vai me ser muito útil... rs

    ResponderExcluir